quinta-feira, setembro 27, 2012

FIRST LOOK | Moone Boy: 1.01 "Men Of The Houses" e 1.02 "Bunch Of Marys"


"The big one and two."
CONTÉM SPOILERS!

Eu sempre tenho muita curiosidade em séries que não são derivadas das grandes produções norte americanas, e vi que "Moone Boy" era uma estreia, e irlandesa, resolvi conferir, e não me arrependo. O bom dessas séries de diferentes países é que podemos conhecer culturas novas e diferentes sotaques da língua ínglesa, o que contribui muito. 

No primeiro episódio, 1.01 "Men Of The Houses", somos apresentados ao nosso pequeno e carismático herói, Martin Moone que tem tantos sobrenomes quanto Dom Pedro I que está prestes a completar o tão aguardo 12 anos de idade. Martin é um menino solitário que vive sendo atormentado na escola pelos gêmeos Bonner e nunca pode fazer nada a respeito. Martin, para não e sentir só, tem um amigo imaginário, Sean. Sean é o subconsciente que fala tudo o que queremos ouvir quando temos 12 anos e estamos passando por essa transição da infância/adolescência. Mas Martin ainda é um garoto muito sensível que tenta ressuscitar até mesmo um passarinho morto. Ressalvo o grande talento do ator David Rawle, intérprete de Martin, pois possui um grande timing pra comédia e interação com todos do elenco, e também do ator Chris O'Dowd, o amigo imaginário Sean, que além de ser muito natural em cena, é o criador dessa magnífica série. 

Martin ainda é o filho mais novo Debra e Liam, pais que não ligam muito para os filhos mas tentam provar que estão presentes, tanto que topam em estocar a dispensa com milhares de produtos Readybix só para darem ao filho o brinde, que é uma bicicleta, que infelizmente vem a ser destruída pelos pequenos maldosos gêmeos. Na tentativa de proteger o filho, o pai Liam vai até à casa dos mesmos, e ao tentar enfrentar o pai deles, percebe que ele é tão carente de amizade quanto o patriarca da família Moone. Ali se constrói uma divertida amizade com direito à encontros de poker e pescaria, sem baralhos e varas de pescar, com outros pais que não aguentam os filhos que tem em casa, visto que não possuem pulso firme para controlá-los. 

Ainda temos as três irmãs insensíveis: Trisha, Fidelma e Sinead. Pra quê dar um nome desses? Mas enfim. Elas não estão nem aí para o irmão, tanto que não fazem questão de prepararem um decente presente de aniversário para ele. Entretanto, sem querer ajudar Martin, Trisha acaba colaborando para que ele tenha a chance de se vingar dos irmãos Bonner ao contratar o pequeno rei da escola, Declan, que faz justiça com as próprias mãos, literalmente. Entretanto, para que seus serviços sejam feitos, Martin deve oferecer os peitos de alguma irmã para serem tocados. É hilário ver a tentativa de um garoto de 12 anos chegando em uma garota que beira os 17/18, gerando cenas muito engraçadas.

Porém, o clube da Luluzinha dos pais, na tentativa de se impôr com a família e conseguir assistir o programa de pintura, deixa todo mundo de castigo, colocando nosso personagem nas mãos dos gêmeos mais uma vez e deixando as mãos de Declan longe do busto de Trisha. Mas Martin foi mais rápido. Em uma tentativa de se salvar, coloca nas mãos dos mini bullies o novo garoto da escola. Legal foi ver o pai deste novato entrando no clube dos pais que só sabem reclamar dos filhos. Devo ainda destacar os desenhos de Martin que são realmente divertidos, oriundos de sua imaginação, assim como o sensacional e caricato Sean. Já virei fã. 

Então temos o segundo episódio, 1.02 "Bunch Of Marys", que se manteve no mesmo nível da series premiere. Pudemos conhecer mais sobre a Sra. Moone e a sua tentativa de provar a força da mulher, ao se tornar uma das auxiliares da campanha da candidata à presidência, Mary Robinson, que concorre com o candidato Brian Lenihan. Entretanto, o povo irlandês ainda não está preparado para votar em uma mulher, muito menos em ajudar em uma campanha feminina. 

Mas Debra vai a luta, e mesmo sem dinheiro para a campanha, e o auxílio de seu marido para conseguir produções de pôsteres de graça, ela se junta com as amigas do salão de beleza, e um menino aleatório (que eu ri muito), e conseguem o patrocínio de Feeley Fogoso, que é o único cidadão rico na cidade.

Feeley é dono de uma nojenta peixaria e costuma ser fogoso, fazendo jus ao seu apelido, quando veja todo mundo na boca e toca suas bundas! Exato. Mas ele é o necessário para ajudar a campanha das meninas. Porém, em troca, ele queria uma limpeza do seu corpo porque ele não tomou um banho sozinho? Mas o orgulho feminino gritou mais alto e as mulheres decidiram ir à luta por vontade própria, alterando embalagens de sucos e hóstias na igreja para divulgarem a campanha de Mary, mas nada funcionou. Debra recorreu mais uma vez ao amigo Feeley, mas em um ato humano, seu marido Liam, juntamente com Martin, decidiram salvar as mulheres de tamanha humilhação e fizeram o trabalho sujo, garantindo a campanha e a vitória da nova presidenta da Irlanda. Fato é que a cena do banho foi muito hilária. Incrível como essa série conseguiu me tirar altos risos durante apenas 22 minutos por episódio.

Porém, neste meio tempo, enquanto Debra estava ausente dos deveres domésticos, o estômago da família Moone, assim como de Sean, estavam vazio. Comer a comida de Trisha, com salsichas esquisitas e brócolis com uma péssima aparência não era nada saudável. Com muita fome, Martin percebe que Trevor rapper de péssima qualidade, aquele que ele mandou nas mãos dos mean twins, sempre tem um delicioso lanche preparado. A mãe do menino é confeiteira e faz tudo para que ele coma, despertando interesse para que haja uma nova amizade ali. Martin começa a se soltar e a provar das delícias da mãe de seu novo amigo, diariamente, o que começou a incomodar a família do mesmo, assim, precisando ser dispensando da mesa deles. Uma pena, já que ele com certeza voltará a enxergar as pessoas como cachorros quentes.  

"Moone Boy" me surpreendeu muito, não apenas por ser uma série que mostra diversas culturas, mas por ter uma comédia tranquila sem parecer forçada. A primeira temporada terá apenas 6 episódios e acabará agorinha, dia 12 de Outubro. Mas a boa notícia é que ela retornará para seu segundo ano em 2013. Se você não curte séries de outras produções, tente dar uma chance, acredito que você não se arrependerá. 

P.S.: Onde acho uma touca igual a do Martin pra comprar? Hahaha.

E você, já conhecia a série? Acha que vai dar uma chance? Aguardo seu comentário!

2 comentários:

  1. Adorei o texto e me bateu uma vontade muito grande de ver!

    ResponderExcluir
  2. eu já estava com vontade de ver a série e seu texto me convenceu... baixando já!

    ResponderExcluir